• O principal objetivo é recuperar ecossistemas, preservar a biodiversidade e neutralizar a pegada de carbono da MAPFRE como uma medida chave na luta contra as alterações climáticas.         
  •  A iniciativa faz parte do Corporate Environmental Footprint Plan 2021-2030, com o qual a MAPFRE seleciona projetos de reflorestação para neutralizar as emissões que não pode reduzir.
  • Em 2021 atingiu o seu objetivo de ser uma empresa neutra em carbono em Espanha e Portugal e, até 2030, está empenhada em reduzir a sua pegada de carbono em 50% em relação a 2019 e alcançar a neutralidade em todos os países onde opera.

Em 2021, a MAPFRE criou o Projeto Bosque MAPFRE para abranger todas as ações de reflorestação da empresa, visando a preservação da biodiversidade, do capital natural e a criação de reservatórios de carbono nas áreas onde opera.

 O Projeto Bosque MAPFRE faz parte da Estratégia Corporativa de Compensação de Emissões de Gases com Efeito de Estufa (GHG), que estabelece os critérios pelos quais a seguradora seleciona os seus projetos de compensação, dando prioridade aos relacionados com o reflorestamento.

Com base neste Projeto a MAPFRE plantou recentemente um total de 4.874 árvores no concelho de Cerdedo-Cotobade, em Pontevedra, e outras 1.667 em São Pedro do Sul e Sintra. Com estes dois projetos, a MAPFRE contribuiu para reflorestar cerca de 5 hectares de áreas afetadas pela desflorestação e cerca de 6.500 novas árvores absorveram 4.000 toneladas de CO2 da atmosfera, neutralizando assim 21% das emissões de carbono emitidas pela MAPFRE nestes dois países.

Desta forma, a MAPFRE demonstra o empenho na proteção do planeta e na luta contra as alterações climáticas, contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDG 13 e SDG 15) das Nações Unidas e para a Agenda 2030.

Recuperar a floresta e impulsionar o desenvolvimento rural

O projeto de reflorestação realizado em Pontevedra (Galiza) foi realizado na montanha Borela, que foi historicamente devastada pelos incêndios de 2016, 2017 e 2020. A MAPFRE colaborou com a empresa CO2 Revolution, para a recuperar esta área com vegetação nativa,  criando corta-fogos naturais que minimizem o risco de incêndios. O projeto também promoveu medidas para incrementar o emprego, a economia e o desenvolvimento da zona, com o objetivo de reduzir o despovoamento rural.

Em Portugal, a MAPFRE trabalhou em conjunto com a Associação Plantar Uma Árvore para regenerar áreas protegidas, plantando 1.667 árvores de espécies nativas de diferentes variedades, o que contribuiu para melhorar a taxa de sobrevivência, biodiversidade e resistência ao fogo. Recorde alguns dos momentos:

 


Voluntários e campanhas de sensibilização

 A reflorestação também permite à MAPFRE promover o voluntariado empresarial e desenvolver ações de sensibilização para a proteção do ambiente.

Todos os anos, a empresa envolve os seus empregados na plantação de árvores e na limpeza de áreas naturais em países como Espanha e Portugal, e ainda em países como a Argentina, Brasil, Costa Rica, EUA, México e Porto Rico. No México, por exemplo, os voluntários  reflorestaram 1 hectare no ano passado, e no Brasil plantaram 1.200 árvores numa área de interesse ambiental através do Projeto Friends of the Forest.

Em 2019, foi lançada uma iniciativa para reflorestar, com 1.600 árvores, uma área da Serra de Gredos, em Ávila, graças às novas apólices de automóveis subscritas com a Verti, a seguradora digital do Grupo. Um ano mais tarde, foi lançada a campanha "Sementes para a mudança", uma campanha sobre redes sociais com conselhos destinados à sociedade para combater os efeitos das alterações climáticas, uma iniciativa que resultou na plantação de 3.500 sementes de árvores com as quais a MAPFRE reflorestou um terreno de 20.000 metros quadrados em Tubilla del Lago, em Burgos.

plantararvores2021

Relacionado

A parte que nos toca: plantámos mais de 150 árvores!

MAPFRE-carbono-neutro

Relacionado

MAPFRE alcança meta ecológica carbono neutro em Portugal