No dia 23 de maio voltou a celebrar-se o Dia Nacional da Segurança Infantil, que vai já na sua 6ª edição.

Uma iniciativa da APSI – Associação para a Promoção da Segurança Infantil, em parceria exclusiva com a Fundação MAPFRE, este dia comemorou-se de norte a sul do país, e nas ilhas, de forma presencial e com a participação de mais de 55 escolas e centenas de crianças e professores.

A segurança infantil passa por garantir que as crianças cresçam num ambiente saudável onde brincam livremente, de forma segura e autónoma. A promoção da mobilidade suave e ativa e a ocupação do espaço público foram o mote para a criação das três atividades que protagonizaram a edição de 2022 do DNSI:
 

  • Ruas que brincam: corte de estrada temporário para que a rua à porta da escola se destine, exclusivamente, à brincadeira. O objetivo é chamar a atenção para a quantidade de carros que circulam, nas horas de entrada e saída, num espaço que devia ser seguro para as crianças.
     
  • Incubadora do brincar: através de materiais soltos que se encontrem no espaço público as crianças podem integrá-los nas suas brincadeiras. A intenção é que não tenham nenhum objetivo educativo específico, para que elas próprias possam, através da criatividade e imaginação, encontrar o propósito da sua brincadeira.
     
  • Campanha #aruaéminha: tem como objetivo promover uma mobilidade ativa, saudável e sustentável. Para isso, as crianças avaliam o espaço envolvente da escola e identificam quais os maiores obstáculos à deslocação livre e segura, pensam em soluções para as dificuldades identificadas e criam materiais para sensibilizar os adultos da comunidade.
     

Na Fundação MAPFRE continuamos a associar-nos a iniciativas e parceiros que, de forma lúdica e educativa, promovem uma consciencialização para a segurança e mobilidade segura.

Todas as fotos são cedidas pela APSI no âmbito de comunicação e promoção do DNSI