Foi divulgado o 3.º Inquérito à Literacia Financeira da População Portuguesa, conduzido no ano de 2020 pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, no âmbito do Plano Nacional de Formação Financeira. Na comparação internacional de 2020, Portugal ficou em 7.º lugar no indicador global de literacia financeira, entre os 26 países que participaram neste exercício. O país apresenta resultados acima da média nos indicadores de atitudes e comportamentos financeiros e em indicadores de resiliência financeira.

Os resultados positivos de Portugal nestes indicadores assentam no facto de a maioria dos entrevistados evidenciar hábitos adequados de planeamento do orçamento familiar e da poupança, ao mesmo tempo que demonstram pouca tendência para compras por impulso e para comportamentos associados a situações de incumprimento.

Este Inquérito permite ainda identificar os grupos populacionais e as áreas de atuação com maiores lacunas de literacia financeira. Assim, os resultados apurados evidenciam a necessidade de promover hábitos de comparação de alternativas antes da escolha de um produto financeiro e de reforçar os conhecimentos financeiros. Confirmou-se também que os grupos populacionais com menores níveis de literacia financeira são os entrevistados mais seniores e os que têm menores níveis de escolaridade e de rendimento.

A utilização dos canais digitais por parte dos consumidores de produtos financeiros tem vindo a intensificar-se, o que se consubstancia não só na crescente aquisição de produtos por esta via, mas também na procura de informação. O Plano Nacional de Formação Financeira irá acompanhar esta tendência, através do reforço da sua estratégia digital.

Aumentar a literacia financeira da população, contribuindo para o seu bem-estar financeiro, é um objetivo ambicioso para os Supervisores Financeiros que sempre assumiram a Literacia Financeira como um projeto de longo prazo.

Consulte aqui o Relatório completo.

Arquivado em: